Mas, como era gerenciado o conhecimento antigamente?

De acordo com as três ondas de Toffler, estamos na Revolução da Informação. Alvin Toffler é um escritor americano que trata de temas relacionados ao futuro, buscando descobrir suas tendências, a sociedade, as novas revoluções e tecnologias, etc. Na visão dele, passamos por revoluções que mudaram o contexto histórico da sociedade e as formas de trabalho do homem. A primeira foi a Revolução Agrícola, depois a Revolução Industrial e, enfim, chegamos à Revolução da Informação. Há indícios de uma quarta onda, que seria uma espécie de 'Revolução Espacial', pois o autor fala sobre a colonização e a ida do Homem à Lua.

Já passamos por três eras empresariais e três ondas de transformação:

Revolução Agrícola (até 1750 d.C.)

Era formada por uma sociedade agrária que tinha como forma de sustento a terra. A agricultura era predominante e foi um dos pontos decisivos para o desenvolvimento dessas sociedades. Esse período foi chamado de primeira onda, segundo Toffler.

Revolução Industrial (1750 a 1970)

Na Revolução Industrial, as mudanças e os modelos que começaram a surgir, são classificados de acordo como Dirceu Maranaldo, no livro 'Estratégia para a Competitividade', como eras empresariais. Inicialmente, as organizações trabalhavam com modelos rígidos, imutáveis e sólidos.

1) A era da produção em massa, 1920.

Os modelos de gestão estavam baseados na administração científica e nas relações humanas, ou seja, o modelo de produção em massa era baseado no processo de linha de montagem. A atenção, nesse período, era exclusivamente voltada para a produtividade e a empresa não se preocupava com o cliente, mas sim, em especificar o produto, o processo da linha de montagem. O objetivo era produzir o máximo de produtos para baixar os custos de produção.

2) A era da eficiência, 1950.

Seu modelo de gestão se concentrava na burocracia e em outros modelos. A eficiência, ponto chave, estaria relacionada à busca da excelência profissional e burocratização da gestão.

3) A era da qualidade, 1970.

Com ênfase na administração japonesa, participativa, empreendedora e holística, que também eram modelos de gestão, essa era teve como base as novas abordagens da gestão, em teorias da Administração. Percebe-se que a era da qualidade e da competitividade estão interligadas. Havia a busca da satisfação do cliente, treinando e motivando os profissionais para atendê-los da melhor forma e também aumentar os resultados da empresa.

Revolução da Informação (a partir de 1970)

4)A era da competitividade, em 1990.

Véspera para o início da era do conhecimento, a era da competitividade utilizou os mesmos modelos anteriores, mas tecnologias da informação para facilitar a gestão. Havia a busca de parcerias com outras empresas, a valorização dos funcionários, a buscar de superar as expectativas do cliente.

5) Era do conhecimento, em 2000.

Na busca da sobrevivência da empresa, os funcionários se tornam colaboradores, há uma exigência em atender as necessidades do cliente e maiores esforços para atender os desejos de uma sociedade globalizada. A cada dia, surgem novos modelos que são: empresa virtual, gestão do conhecimento, modelos biológicos, quânticos, teoria do caos, complexidade.

São ícones importantes nessa era: a informação, a inovação, o empreendedorismo, a flexibilidade, a tecnologia, o relacionamento e tantos outros fatores.